Close

10 de janeiro de 2019

“A importância do que é chato”

Entramos no mundo do empreendedorismo apenas com muita Paixão.

Ao longo dos anos, através dos erros e lágrimas derramadas, passamos a colecionar aprendizados.

Muitas pessoas que como eu são da área de Humanas não conseguem compreender a importância de se fazer um bom planejamento estratégico, de criar indicadores e metas, desenvolver planilhas de controles, registrar dados de produtos e parceiros, etc.

Para mim, no passado, tudo isso sempre foi uma “chatice” e uma grande “perda de tempo”.

Porém, com o tempo e ajuda de parceiros como o Sebrae comecei a compreender o quanto as documentações, registros e planilhas são fundamentais para organizar, corrigir, direcionar e possibilitar o crescimento ou a sobrevivência de um negócio.

Anos atrás criei um Código de Conduta Ética da SOS Alergia, mas como amo escrever, o documento ficou ENORME. Apesar de ter uma cópia com a assinatura de todos os integrantes de nossa equipe, percebi que alguns pontos não estavam sendo devidamente observados impactando os relacionamentos interpessoais.

Como tornar as informações simples e acessíveis?

Decidi listar 20 pontos que considero fundamentais e fiz uma breve descrição de cada um.

Hoje, durante toda a manhã, em uma reunião, pudemos ler juntos todo o documento.

Foi um tempo rico porque todos puderam comentar e contribuir com o “combinado”.

Agora posso lhes garantir que compreendo a importância de tudo o que outrora considerava “chato”.

Com isso termino com a seguinte reflexão: como empreendedores devemos aprender a fazer o que é “chato” para o bem do nosso negócio ou podemos ir além ao aprender a apreciar o que é “chato”, tornando-o mais que legal… especial!

 

Autoria: Sandra Fumie Yamashita Matunoshita

Franqueadora da SOS Alergia